quarta-feira, 1 de abril de 2009

A minha amiga Patrícia - que saudades!...


Ao navegar neste espaço virtual, deparei-me, em diversos blogues, com alguns livros infanto-juvenis e eis senão quando me vêm à memória os meus próprios livros da minha adolescência... A colecção "Uma Aventura" (que li todos até cerca do nº 40), "Os Cinco", a "Carlota", a "Ana", a "Susana", a "Daniela" (os últimos 3 trilogias de histórias de raparigas estrangeiras, julgo que uma dinamarquesa e duas alemãs, que cumpriam os seus sonhos e eram felizes no final do 3º livro)... e os livros da "Patrícia", sem dúvida os meus favoritos.
A Patrícia era a minha heroína literária! Sempre metida em sarilhos, sempre à espreita de uma aventura, envolvia-se nos mistérios mais intrincados, tinha com os irmãos e os amigos uma espécie de clube secreto - os Codornizes Brancas do Vale... Com ela eu sonhava, talvez porque ela era precisamente aquilo que eu não era - aventureira, arriscava, não temia o perigo, até se encontrar em situações perigosas, e o sonho dela era ser detective. Acreditem que ,ainda hoje, às vezes, quando estou mais cansada e me deito, dou por mim a imaginar a Patrícia, crescida, com uma profissão, uma mulher independente, mas sempre irreverente e metida em sarilhos.
É engraçado, nunca tinha pensado muito nisto até este momento em que escrevo. Há crianças que criam amigos imaginários, eu adoptei uma personagem de um livro e moldei-a ao sabor da minha imaginação e, de certa forma, tornou-se para mim uma amiga. Hoje, adulta, é como se pensar na Patrícia me levasse um bocadinho de volta à minha infância, é uma espécie de refúgio para matar saudades, um colinho :)
Há poucos anos atrás, tinha uma explicanda que detestava ler. Comecei a ler com ela coisas como o "Falar Verdade a Mentir", "Graças e Desgraças de El-Rei Tadinho", entre outros. Um dia, quando já a acompanhava há uns anos, propus-me emprestar-lhe um dos meus "tesouros" o nº 1 da colecção da "Patrícia". Olhou desconfiada para o livro, que já mostrava sinais de alguma idade, mas não esmoreci e expliquei-lhe que adorava aqueles livros e como eles tinham povoado a minha infância / adolescência. Fez-me o favor de o levar... e não é que na semana seguinte quis levar outro e, depois, mais dois e acabou por ler todos os que eu tinha. E ainda fez o pai andar a correr Lisboa à procura de todos quantos encontrasse esquecidos nas prateleiras de alguma livraria, qual relíquias! Foi como se se abrisse uma porta para uma leitora, que se tornou, e ainda hoje é, mais do que muito frequente, quase compulsiva.
...Lá se colou a minha "amiga" Patrícia a mais uma memória... E quantas haverá por aí???.... Não sei, mas, a verdade, é que ao falar nisto sinto umas saudades...

P.S. - só agora reparei que já é dia 1 de Abril, mas isto não é mentira, é mesmo verdade, daquelas que fazem parte de nós...

7 comentários:

bauny disse...

Eu tb era amiga da 'Patricia'!! E da 'Carlota'... e da 'Daniela'... e da 'Susana', falaste na Susana?? Era tb uma triologia tipo 'Daniela'!! Com tantas amigas em comum conhecemo-nos de certeza!! Ah! E a corte de El-Rei Tadinho é dos livros mais giros que conheço!! Aliás, Alice Vieira sempre me acompanhou na adolescência!! Adorei este momento nostalgico... Boas Leituras!

Maggie disse...

Bauny,

é verdade, falei na Susana e a Alice Vieira também me acompanhou. O mundo é pequeno e o mundo virtual torna tudo muito mais próximo. Se não nos conhecemos, devemos ter muito em comum, pelos menos alguns amigos temos! :)

Boas leituras tb para ti!

Livros de Bia disse...

Oi Maggie,

Parabéns pelo blog!
Estou muito feliz em navegar pela net e encontrar pessoas que assim como eu adoram um bom livro!

Quando tiver um tempinho, me visite:
http://livrosdebia.blogspot.com

Bjs

flicka disse...

Não cheguei a ler a colecção da "Patricia", mas ainda não é tarde. Vou ver se consigo arranjar esta colecção! ;-)
No entanto, devo dizer-te que havia uma colecção que eu adorava, era a da Sofia, uma rapariga detective que resolvia uns mistérios, era tão inteligente e corajosa, eu admirava-a! Leste?
Aqui está o link que mostra a lista dos livros da colecção "Sofia":
http://catalogo.cm-aveiro.pt/ipac20/ipac.jsp?session=12380X91024O8.11246&profile=bma&uri=link=3100018~!30017~!3100024~!3100022&aspect=subtab13&menu=search&ri=1&source=~!bma&term=Ezzell%2C+Marilyn&index=AUTHOR#focus

Betita disse...

Que saudades mesmo :)
Eu "devorava" as aventuras da Patricia! Tenho alguns lá em casa, mas no outro dia encontrei a colecção completa na Biblioteca Municipal... fiquei com vontade de reler ;)
Bjt e Boas leituras

Lia disse...

Acrescento à lista a colecção de "Os Inquéritos de Nancy" de Carolyn Keene. Passados tantos anos, em 2007 transformou-se em filme "Nancy Drew", que não vi nem quero ver para poder manter o imaginário que criei em torno de todos os personangens.

Alexandra disse...

Adorava todos esses livros mas os da Patrícia eram também os meus favoritos. Mas tenho um carinho especial pelos livros da Ana (que era norueguesa e não dinamarquesa) porque acho que simbolizam o início do meu fascínio pela Noruega, onde actualmente vivo com o meu marido e a nossa filha. Ando a tentar explicar à minha família norueguesa que livros eram mas não me lembro do título completo nem da autora! Tarefa difícil! Encontrei este blogue quando pesquisava os livros da Ana :-)